Por Amália Safatle

Algumas experiências corporais nos ajudam a compreender conceitos de uma forma bem mais envolvente e, com isso, mais eficaz. Escolhemos aqui atividades que estimulam o senso de empatia e a escuta sensível, abordam competição e colaboração, mostram como o corpo pode ser usado para expressar o conhecimento, e ajudam a dimensionar nossa breve participação na longa história do mundo. Mão na massa!

  1. Caminhada Empática (Empathy Walk):

 

  1. Jogo do polegar:

Junte as pessoas em pares. O objetivo é que cada um consiga prender o polegar do outro. A dupla que prender o dedo mais vezes vence.

E então? O jeito colaborativo foi mais eficiente. Esse exercício mostra como estamos condicionados a competir em vez de colaborar, entendendo que só é possível ganhar se alguém perder. Foi assim que fomos educados a maior parte do tempo.

  1. Dance o seu ph.D

Quem disse que o conhecimento só pode ser expresso por meios cognitivos e convencionais? Neste TED, veja como é possível espalhar o saber científico usando a dança. Em vez do velho PowerPoint, por que não investir nas Artes e enriquecer a formação interagindo em outros níveis de realidade?

  1. Caminhada ao Longo do Tempo

Apresentamos aqui um texto escrito por Denise Curi, educadora, facilitadora de processos de aprendizagem, doutora em Ciências e que atualmente é colaboradora na Escola Schumacher Brasil e no Instituto Singularidades (denicuri@gmail.com). Ela nos fornece abaixo o tutorial de uma atividade que pode ser feita em empresas, em escolas ou por qualquer outro grupo:

A Caminhada ao Longo do Tempo é uma atividade vivencial usada para contar a história do planeta Terra, desde o seu “nascimento” e do surgimento da vida até os dias atuais. Na caminhada em percurso de 4,6 quilômetros, cada passo corresponde a aproximadamente meio milhão de anos da história da Terra. É uma atividade de contemplação ativa da origem e da beleza da vida. De contemplação do tempo.

Inspirada na Deep Time Walk, de Stephan Harding, ecologista e coordenador do mestrado em Ciências Holísticas do Schumacher College, a Caminhada ao Longo do Tempo ajuda os participantes a se conectarem com a imensidão do tempo geológico e com o planeta.

Você já parou para pensar na idade da Terra? São 4,6 bilhões de anos… Como podemos ter noção do significado dessa ordem de grandeza, que vai muito além de nossas vidas? Um bilhão equivale a 1.000 milhões – 1.000.000.000… E nós estamos no ano 2016 d.C.! Realmente, compreender tamanha grandeza não é uma tarefa simples e a caminhada tem por objetivo facilitar essa compreensão através do corpo. E, nessa escala, um milímetro equivale a mil anos, ou seja, 2016 anos equivalem a 2 milímetros.

O objetivo dessa caminhada é facilitar a compreensão dessas grandezas. Ela oferece também uma oportunidade para refletirmos sobre complexidade, cooperação e colaboração; para ressignificarmos nosso entendimento sobre o tempo e nossa compreensão sobre Ecologia e Sustentabilidade. É uma atividade excelente para provocar reflexões sobre nosso papel no mundo, sobre nossa relação com o meio em que vivemos, com o planeta e com todos os seres vivos.

O que você precisa para realizar a caminhada

Um percurso, de preferência com muita natureza, de 4,6 quilômetros, sapatos confortáveis, água, protetor solar se for um dia de sol e uma trena para você poder mostrar o “tamanho” de 1 metro, 1 centímetro e 1 milímetro.

Faça a caminhada 1 ou 2 vezes antes de realizá-la com alunos. Na primeira, você determinará a trilha a ser percorrida. Na segunda, marcará os pontos de parada pra estabelecer a distância percorrida (use a tabela abaixo). Sugestão: use o aplicativo Strava para determinar os pontos de parada. Esse aplicativo é usado por corredores (e ciclistas) e determina o quanto você caminhou dependendo do seu ritmo. Em breve, Stephan Harding lançará um aplicativo específico para essa atividade.

Você também precisará estar a par dos principais eventos e suas datas, desde o surgimento do primeiro ser vivo até o surgimento da agricultura, da escrita e da Revolução Industrial. Muitos sites contam essa história com bastante detalhe. O livro Dragão do Éden, de Carl Sagan, traz um calendário cósmico elaborado na tentativa de explicar didaticamente o quão grandioso é o tempo do universo em comparação à história humana. Nesse calendário cada 1 segundo é igual a 0,5 milhão de anos. Na caminhada, cada 0,5 metro equivale a 0,5 milhão de anos.

Uma boa ideia é o professor usar poemas ou textos que falem sobre o tempo, a depender do gosto e sensibilidade de cada um.

Acesse aqui a tabela do tutorial com os principais eventos que vão ajudar você a contar a história durante a caminhada.

Alternativas

Se realizar a caminhada for um problema, você pode tentar trabalhar essa questão de dois outros modos:

  1. Usar uma linha de 4,6 quilômetros com nós marcando a distância equivalente ao percurso a ser caminhado. Não será uma experiência vivida através do corpo, mas ajudará na percepção da grandeza do tempo da Terra comparativamente ao tempo da vida do homem.
  2. Usar um calendário cósmico. O livro Dragão do Éden, de Carl Sagan, traz um calendário cósmico elaborado na tentativa de explicar didaticamente o quão grandioso é o tempo do universo em comparação com a história humana. Nesse calendário cada 1 segundo é igual a 0,5 milhão de anos. Na caminhada, cada 0,5 metro é igual a 0,5 milhão de anos.

Sites

Caminhada ao Longo do Tempo

Cronologia da História do Mundo

Vídeo com legendas em português sobre o Calendário Cósmico:

FOTOS

emcasap22on
Experiência da Escola Schumacher Brasil – Fazenda da Toca 2014
emcasa2p22on
Módulo Terra Viva – Certificado em Ciências Holísticas e Economia para a Transição da Escola Schumacher Brasil – Fazenda Serrinha 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>